sábado, 12 de dezembro de 2009

Alice vai ao médico.

as minhas escolhas não andam muito corretas meu senhor...
acho que ando meio doida da cabeça.
perdi meus dons, e até a minha vontade de sonhar.
você acha que é sério doutor?
tive vários dias de insônia, mas os dias que dormi, confundo até hoje se o que sonhei era mesmo sonho... Confundir sonho com realidade... isso não é normal, né?
Só não me fale pra diminuir meu café, meu cigarro, meu chocolate, minha cerveja e minhas leituras.
Não vou me separar das minhas únicas companhias, não senhor.
Me peça pra diminuir a televisão, a batata frita, as mágoas no coração, o medo de morrer, as vontades loucas de gritar, a incapacidade de mudar algo que está muito errado.
Ei doutor...
Você tem aí algum frasco de remédio que contenha força e coragem?
Se tiver, me passa... me receita!
Juro que nunca mais volto aqui.

4 comentários:

Thais Conde disse...

Peguei sua poesia p'ra pôr no meu blog.
Estou exatamente assim...
Como você escreveu.

Sil disse...

Muito bom... Me vi no texto. =)

Sylvia Araujo disse...

hahahahahaha
Eu também quero alguns frascos.
Adorei o blog!

Saudade disse...

Essa menina sabe o que quer...