segunda-feira, 27 de setembro de 2010

"Estimularei ainda minha imaginação para procurar saber se não sou algo mais. Eu não sou esse conjunto de membros que se denomina corpo humano; Não sou um ar tênue e penetrante, disseminando por todos esses membros; não sou um vento, um sopro, um vapor, nem algo que posso fingir e imaginar, visto que presumi que tudo isso não era nada e que, sem modificar essa hipótese, verifico que não deixo de estar certo de que sou alguma coisa."

Descartes.
(Fragmento da Segunda Meditação).


terça-feira, 21 de setembro de 2010